IMPERMEABILIZAÇÃO

ETAPAS DE EXECUÇÃO

1) DEMOLIÇÃO
Remoção do piso, argamassa protetora e impermeabilização anteriores, liberando a estrutura a ser tratada. Limpeza, inspeção e eventual substituição de ralos e tubulações que atravessam a laje. Remoção de toda a incrustação residual (pó, areia, resíduos, óleos, etc.) deixando a área limpa para a próxima etapa.

2) PREPARAÇÃO E REGULARIZAÇÃO DAS SUPERFÍCIES
Aplicação de uma argamassa de cimento e areia com o objetivo de fornecer uma superfície regular, homogênea e firme, com os caimentos e detalhes técnicos necessários para aplicação do sistema impermeabilizante.

3) IMPERMEABILIZAÇÃO
Execução do sistema de impermeabilização de acordo com o projeto ou especificação técnica definido para cada local. Genericamente, em lajes térreas, piscinas, jardins, lajes de cobertura o sistema mais utilizado é manta asfáltica (sistema flexível), aplicada com maçarico ou com asfalto. Em reservatórios, os sistemas mais utilizados são argamassas poliméricas e argamassas elastoméricas.

4) CAMADA SEPARADORA
Evita que os esforços de dilatação e contração da argamassa de proteção mecânica atuem diretamente sobre a impermeabilização.

5) PROTEÇÃO MECÂNICA
Aplicação de uma argamassa de cimento e areia sobre a camada separadora, protegendo a impermeabilização de agressões mecânicas e permitindo a execução do revestimento final.

6) REVESTIMENTO
Acabamentos superficiais que ficarão aparentes, embelezando e valorizando o patrimônio. Pode ser feito com pedras naturais, cerâmicas, piso asfáltico, contrapiso cimentado e outros, de acordo com a necessidade e preferência do cliente.

impermeabilizacao-08
Galeria de Fotos